As questões, teorias e metodologias que definem o foco da Rede MUSSI se articulam em torno de três eixos temáticos principais, a partir dos quais se formam grupos de trabalho para as discussões e debates em torno das pesquisas:

1) Mediações e usos da informação – histórias, práticas e aspectos interdisciplinares

O terreno epistemológico e interdisciplinar da formulação dos conceitos de conhecimento, saber e informação no campo de estudos da informação. A institucionalização da Ciência da Informação no Brasil e na França e o lugar da pesquisa sobre as mediações e usos sociais da informação. O pensamento dos precursores nos dois países e suas leituras contemporâneas. O papel dos conhecimentos, saberes e da informação no âmbito do desenvolvimento científico, social e econômico.

2) Mediações, acesso, apropriações e usos dos saberes e da informação: questões práticas e teóricas

Informação e teoria social: domínios de interface. Informação e processos culturais e simbólicos. Mediações e apropriações sociais de informações para produção de conhecimentos. Redes sociais, tecnologias de comunicação e de informação e modos de recepção, linguagens e escrituras de diferentes espaços institucionais e virtuais. Usuários e usos de informações. Leitura, textualidade e memória: teorias, práticas e políticas.

3) Mediações e organização de saberes, conhecimentos, informações – questões de representação e de linguagem

A organização do conhecimento e os novos usos e usuários da informação. Produção, divulgação, acesso ao conhecimento e as novas formas de comunicação, autorias e textos no campo científico. Desafios para a classificação dos saberes multi-inter-transdisciplinares face às transformações da ciência e da sociedade. Aspectos éticos e jurídicos referentes à produção, organização e representação dos conhecimentos.

No funcionamento de uma cultura informacional existira um excedente informacional que é constantemente gerado pela oferta abundante, mas ainda, e principalmente, por conta de uma incompletude nos processos de produção e apropriação da informação, uma vez que a emissão é diferente da recepção. Não existe colagem, encaixe ou coincidência entre os dois polos - emissão/produção e recepção/consumo".

Regina Marteleto (2007)
O lugar da cultura no campo de estudos da informação
Fechar Menu